Monthly Archives: agosto, 2017

Governo Flávio Dino é um desastre politico

O ex prefeito Madeira foi entrevistado hoje, pela Sertão FM de São João dos Patos pelo Radialista Chico Arara. Madeira disse que não há a menor possibilidade de apoiar Flávio Dino em sua reeleição, ele disse que quando era prefeito da segunda maior cidade do estado, não obteve o apoio que precisava. Ele disse que agora fica recebendo recados que o governador quer almoçar com ele, porem agora já é tarde. Madeira falou que recebeu um recado do governador oferecendo-lhe a região toda em troca do seu apoio, ele despachou dizendo: “Como é que ele vai me dar a região se não é dele?” Madeira disse que o governo Flávio Dino é um desastre politico e lembrou a eleição de Imperatriz, segundo ele, se o governador o tivesse procurado e dito que Rosângela seria a candidata a prefeita e se tivesse fechado um acordo futuro, ele teria apoiado ela, “eles me trataram como um traste inútil”. Madeira disse também, que mesmo em locais onde os comunistas tem obras, eles não conseguem agradar, exatamente pelo fato de não considerarem as lideranças locais. Madeira disse que Flávio Dino hoje só não é apedrejado pelas ruas do Maranhão, porque Roseana Sarney deixou R$ 2 bilhões de reais em caixa. Pra finalizar, Madeira que não existe nenhuma traição do Senador Roberto Rocha com Flávio Dino, a aliança firmada foi pra ganhar a eleição e não pra ficar juntos como se fosse um casamento, ele disse que Roberto é novo e ta procurando o seu caminho.

É crítica e caótica a situação nas delegacias do interior do estado. Neste mês, além da pane no sistema operacional da Polícia Civil, o SIGO, outro absurdo afetou a prestação de serviços a milhares de maranhenses. Na última sexta-feira, 25, populares do município de Paraibano deixaram de ser atendidos na Delegacia de Polícia, por falta de energia elétrica do imóvel. Motivo: atraso de contas.

O fato foi publicado pelo jornalista Daniel Matos. Em seu blog, ele revela que não foi a primeira vez que a Cemar efetuou o corte de energia no referido imóvel. A reportagem detalha ainda que as contas de energia elétrica eram pagas pela Prefeitura de Paraibano, assim como o aluguel do imóvel. O que não é novidade. No interior do estado, a maioria das prefeituras arca com o custeio das despesas das unidades policiais, inclusive, funcionários são cedidos pelas administrações municipais, exercendo função de escrivão ad hoc. Por fim, o texto conta que o “Governo do Maranhão tem ciência da situação, mas não toma providência, penalizando a população do município, que sofre com esse descaso”.

Ao longo do início da gestão, o Sinpol-MA vem denunciando as mazelas e descasos com os serviços e servidores da segurança. São instalações prediais na iminência de desabar; policiais civis fazendo guarda de presos até de justiça, caracterizando desvio de função; falta de valorização do Policial Civil; assédio moral; entre outros problemas que se agravam diariamente pela falta de visão administrativa dos nossos governantes.

Sobrou também até para o site do Sinpol-MA (www.sinpolma.org.br), que, inexplicavelmente, está bloqueado em todas as unidades policiais que utilizam o link da Secretaria de Segurança, em São Luís. Há mais ou menos um mês, os policiais civis não conseguem acessar o site institucional pelo computador. Agora, saber de notícias informativas sobre atividades do sindicato, só pelo celular, ou pelo computador de casa. Censura? Represália? Quem está por trás disso tudo?

O apagão na delegacia de Paraibano, entre outros problemas crônicos, é reflexo da falta de investimentos em Segurança Pública. Se assim continuar, teremos cortes nos serviços de água, telefonia…

SINPOL MA

A Diretoria.

Prefeito Ajuricaba e o vice Dr Valberto

A situação em Montes Altos esta insustentável. O Prefeito Ajuricaba que dizia que tinha a solução para todos os problemas, não consegue se quer resolver a questão da falta de água. Segundo informações, o prefeito e sua trupe estão com os familiares nomeados no município. Nas redes sociais, o vice prefeito, Dr Valberto, pediu desculpas aos Montealtenses, ele disse que as coisas não trilham por onde planejamos e completou, “Não sei onde meter a cara de vergonha…penso até em renunciar”

O Blogueiro Domingos Costa traz uma postagem interessante, ele faz um questionamento com relação a uma Ação Civil Publica, movida pelo Ministério Público contra a ex prefeita Maura Jorge, segundo o blogueiro, a ação esta parada a muitos anos. Domingos questiona, quem esta segurando o processo e quem são os interessados pela impunidade em relação ao nome da ex prefeita. Veja abaixo a íntegra da postagem:

Ex-deputada estadual foi denunciada, na época, pelo MP por usar o nome de sua doméstica como assessora parlamentar, em seu  gabinete na Assembléia Legislativa.

A recente condenação do deputado estadual Stênio Rezende (DEM) na 2ª Seção do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, fez a imprensa maranhense recordar da Ação Civil Pública movida pelos promotores João Leonardo Sousa Pires Leal e Marcos Valentim Pinheiro Paixão, titulares da 8ª a 16ª Promotorias de Justiça Especializadas na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, contra a prefeita de Lago da Pedra e ex-deputada, Maura Alves de Melo Ribeiro, mais conhecida como Maura Jorge. Ambos os processos foram iniciados na mesma época, entretanto, diferente do processo de Stênio, a denúncia contra a ex-prefeita é um verdadeiro arquivo morto da impunidade na justiça. E até hoje encontra-se engavetado!

A Ação por Ato de Improbidade Administrativa, contra Maura tem por base uma representação criminal protocolada por Gercina Vieira, que foi empregada doméstica da política e de seus familiares. Apesar de receber apenas um salário mínimo por mês, sem sequer ter a carteira de trabalho assinada, Gercina foi admitida , sem seu conhecimento ou consentimento, como Assessora parlamentar de Maura Jorge no período de 01/02/1999 a 03/02/2003. Gercina nunca trabalhou na Assembléia Legislativa nem recebeu a remuneração do cargo.

A ex-empregada doméstica só tomou conhecimento dos fatos ao comparecer ao posto do INSS em Lago da Pedra, em 2005, para requerer sua aposentadoria. Ao ser questionada por Gercina sobre os fatos, a ex-deputada Maura Jorge limitou-se a dizer que essa era uma prática comum entre os deputados, e que ela não deveria reclamar, já que havia recebido as restituições de Imposto de Renda, o que não acontecia com a maioria das pessoas que estavam na mesma situação.

Ao prestar informações ao Ministério Público, Maura Jorge confirmou que Gercina Vieira era sua assessora parlamentar e trabalhava em seu gabinete. As informações, no entanto, divergem das prestadas por João Francisco Batalha, que trabalhava no gabinete da deputada, que afirmou que Gercina nunca prestou qualquer serviço naquele gabinete.

A DENÚNCIA – De acordo com a denunciante, a então deputada solicitou os documentos pessoais da empregada em 1999, sob a alegação de que iria lhe “dar uma ajuda”. Naquele mesmo ano, Gercina Vieira recebeu de Maura Jorge R$ 1 mil, assinando alguns documentos em uma agência do extinto  Banco do Estado do Maranhão (BEM). A alegação da “ajuda” repetiu-se poucos anos depois, ocasião na qual Gercina entregou cópias autenticadas de seus documentos à atual prefeita de Lago da Pedra.

Em 2004, Maura Jorge pediu que Gercina comparecesse à agência do Banco do BEM [vendido para o Bradesco] naquele município para receber restituições de Imposto de Renda. Esse dinheiro (cerca de R$ 3 mil) foi recebido através de procuração dada a um cunhado da ex-deputada, Bráulio Nunes de Sousa Martins. Metade do valor foi depositado em uma conta da filha de Gercina Vieira, conforme combinado, e a outra metade foi entregue em espécie, no gabinete da deputada Maura Jorge, por João Francisco Batalha.

Cabe ressaltar que a ex-empregada doméstica nunca preencheu ou transmitiu via internet qualquer Declaração de Imposto de Renda nem deu poderes, conscientemente, para que alguém o fizesse em seu lugar.

AÇÃO – Para os promotores de Justiça que fizeram a denúncia, está clara a existência de um caso de “funcionário fantasma”, que se caracteriza pela inclusão de suposto funcionário na folha de pagamento do poder público sem que o trabalho seja realmente exercido e sendo a remuneração recebida pelo “dono” do cargo, o que representa uma forma de enriquecimento ilícito. No período de quatro anos, foram pagos em nome de Gercina Vieira, R$ 176.553,00.

Buscando garantir a devolução dos valores aos cofres públicos, o Ministério Público pediu, à época, a quebra do sigilo bancário da conta onde foram depositados os valores destinados à suposta assessora parlamentar, com o objetivo de rastrear esses recursos públicos, e a indisponibilidade dos bens da prefeita de Lago da Pedra, bem como a quebra de seu sigilo fiscal junto à Secretaria da Receita Federal.

Além disso, os promotores de Justiça requereram a condenação de Maura Alves de Melo Ribeiro por Improbidade Administrativa. Entre as penalidades previstas está a devolução aos cofres públicos dos mais de R$ 176 mil recebidos de forma ilegal pela ex-deputada.

ARQUIVO DA IMPUNIDADE

Apesar da operosidade dos promotores de Justiça em torno do caso, o processo contra Maura Jorge emperrou e dormita num dos arquivos mortos da impunidade na Justiça.

Diante da situação embaraçosa envolvendo o Tribunal Regional Federal (TRF), ficam três indagações:

1 – Por que o Processo de Maura, igual ou até pior que o de Stênio, continua parado?

2 – Quem está segurando o processo da ex-deputada?

3 – Quem são os interessados pela impunidade em relação ao nome de Maura Jorge?

Aos poucos a população vai percebendo que a humildade passou longe do delegado-prefeito. Ele esta fazendo inaugurações de obras e equipamentos deixados pela administração passada, sem se quer mencionar o nome do ex prefeito Madeira. Na semana passada foi inaugurado o Centro de Diagnostico por Imagem, em momento algum o delegado-prefeito disse que foi conseguido na gestão do ex prefeito Madeira, nenhum crédito foi dado a ele. Em seu discurso o humilde delegado-prefeito disse: “É mais uma conquista da nossa gestão, beneficiando diretamente a população, que passa a ter um dos melhores aparelhos de ressonância magnética do Nordeste”. Um fato que não foi dito pelo delegado-prefeito, segundo informações, uma peça caríssima, que custa mais de R$ 200 mil reais foi furtada do aparelho de Ressonância Magnética. Mesmo faltando a tal peça, a inauguração foi feita. Quem furtou essa peça? Uma peça única, que só serve pra esse tipo de aparelho, e agora delegado-prefeito o senhor vai prender o larapio?

A mudança chegou, já é uma realidade, as redes sociais hoje estão assumindo o papel de mostrar a verdade, nua e crua e pra isso só é preciso um sinal de internet, não precisa de estrutura alguma. Os gestores do Maranhão em todos os níveis, que fiquem atentos, pois o país esta mudando e o Maranhão não pode continuar no ritmo dos PTistas de governar. Transparência e coerência do discurso com a pratica são fundamentais para a sobrevivência politica. Não adianta plantar factoides que não colam mais, rapidamente são desmascarados pelas redes sociais. Os Blogs e os jornais chapa brancas, não conseguem mais defender um governo sem ter o que mostrar.

A maioria das cidades que foram emancipadas aqui na região, não tem dado sorte com seus gestores. Cidelândia é uma dessas cidades, sai um ruim e entra outro pior. Fernando Teixeira ganhou a eleição com propostas de mudanças, disse que faria um governo sério e o povo embarcou na dele. Fernando não fez nada, ou praticamente nada, a não ser empregar a sua família quase toda. Irmão, tio, papagaio, periquito, até sua mãe ganhou uma boquinha, o povo ta revoltado, o Ministério Público precisa investigar e punir os culpados com os rigores do lei.

Publicamos o resultado de mais uma enquete feita pelo Grupo do Facebook Blogueiros da Região Tocantina. Desta vez foi para deputado federal e o critério adotado foi o induzido, ou seja, a votação é feita numa lista pré determinada. Ildon Marques e Sebastião Madeira tiveram praticamente a mesma votação. Ildon mais uma vez mostra a sua força politica, mesmo dizendo que não é mais candidato e afastado da vida publica a mais de oito anos, ele consegue manter o seu patrimônio politico. Já Madeira decepcionou, afinal, deixou o governo recente, as pessoas ainda estão com seu nome na cabeça, e mais, tem um grande cabo eleitoral trabalhando dia e noite, para que as pessoas não esqueçam o seu nome, o delegado-prefeito. A grande surpresa foi a votação de Ribinha Cunha, ele chegou em terceiro lugar, podendo crescer mais ainda, já que Ildon Marques tem dito que não será candidato. Davizinho decepcionou, ficou em quinto lugar com uma votação muito baixa. A grande decepção foi mesmo o super, hiper, mega, power Secretário Estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, ele ficou na sexta posição. Vale lembrar que Márcio Jerry foi candidato em 2006 e teve pouco mais de três mil votos, tudo indica que a decepção se repetirá. Veja abaixo o resultado completo:

  • Ildon Marques – 70 votos (30,5%)
  • Madeira – 65 votos (28,3%)
  • Ribinha Cunha – 40 votos (17,4%)
  • Deoclides Macedo – 26 votos (11,3%)
  • Daví Júnior – 10 votos (4,3%)
  • Márcio Jerry – 5 votos (2,2%)
  • Antônio Pereira – 5 votos (2,2%)
  • Hildo Rocha – 5 votos (2,2%)
  • Chiquinho Escorcio – 2 votos (0,8%)
  • João Marcelo – 2 votos (0,8%)

 

 

Mais uma vergonha no governo do Professor de Deus. A comunidade Indígena Abraão no município de Arame, ainda não teve um só dia de aula esse ano. Primeiro não tem professores, depois as condições físicas da escola é de da nojo em qualquer um. Banheiros sem condições de uso, não tem carteiras escolares, janelas todas quebradas. O governo do estado mandou uma equipe pra fazer uma avaliação, a comunidade indígena apreendeu o veiculo e mandou os servidores embora. Segundo informações, o veiculo só será devolvido quando o governo criar coragem e reformar a escola. Será que é esse o modelo de escola digna do Governador Flávio Dino? Cadê os “Exterminadores de Comunistas” Deputado Wellington do Curso e Deputado Hildo Rocha, pra denunciarem mais esse escândalo? Veja mais fotos:

1 2 3 4 10