Monthly Archives: Fevereiro, 2017

Decisão não se aplica a outras eventuais condenações que o jogador esteja sujeito.

Portal G1 – Uma liminar deferida na última terça-feira (21) determinou a soltura do goleiro Bruno Fernandes, de acordo com o Supremo Tribunal de Federal (STF) . A decisão é relacionado a um habeas corpus no processo de condenação pela morte de Eliza Samúdio, ex-namoradora do jogador, conforme o tribunal.

Segundo a assessoria do STF, o ministro Marco Aurélio Mello entendeu que Bruno tem direito a responder em liberdade enquanto aguarda o resultado dos recursos à condenação.

A decisão não se aplica a outras eventuais condenações que o jogador esteja sujeito. A medida precisa ser comunicada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), o que foi feito nesta sexta-feira (24), e ao juiz de Execução Penal em Minas Gerais. A íntegra da decisão ainda não foi divulgada pelo STF.

O advogado Lúcio Adolfo informou que já está com uma cópia e que provindencia a comunicação junto à Apac, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ainda segundo o defensor, o jogador deve deixar o local ainda nesta sexta-feira (24).

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) ainda não foi notificado da decisão.

Condenação

Em 8 de março de 2013, Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e também pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho.

Bruno foi condenado a 17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima), a outros 3 anos e 3 meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado e ainda a mais 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver. A pena foi aumentada porque o goleiro foi considerado o mandante do crime, e reduzida pela confissão do jogador.

Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.

Segundo estudo, os mais inteligentes tinham 50% mais chance de fumar maconha ocasionalmente em comparação aos alunos com notas mais baixas

Para o estudo, os pesquisadores acompanharam mais de 6.000 jovens com idades a partir dos 11 até os 20 anos. Eles foram submetidos a questionários aos 13 e 14 anos e aos 19 e 20 anos em que relatavam seus hábitos em relação ao consumo de cigarro, álcool e maconha. De acordo com os resultados, os mais inteligentes eram 50% mais propensos a fumar maconha ocasionalmente e duas vezes mais propensos a fumar frequentemente em comparação com aqueles que tinham notas ruins. Além disso, eles também eram duas vezes mais propensos a beber álcool regularmente.

O Governo Assis Ramos ta parado, o próprio prefeito não sabe o que fazer, mas a culpa é das pessoas que ele nomeou. Assis nomeou pessoas em cargos importantíssimos, sem nenhuma qualificação para o cargo, outros não tem se quer o segundo grau. Parece que Assis esta administrando um CLUBE DE AMIGOS. O Secretário de Planejamento Urbano, Fidélis Uchôa, é o retrato fiel do Governo Assis. Numa postagem no Blog da Kelly (aqui), Fidélis admitiu que não tem nenhuma experiência pro cargo que ocupa: “Apesar de não ter experiência na área, estou pegando gosto pela coisa, estou encantado com o plano diretor da nossa cidade, tenho buscado aprender cada dia para juntos oferecermos um excelente trabalho a frente desta secretaria”

Por Andrei Meireles – A política é um terreno fértil para um amplo leque de relações. Ali se produzem simbioses espantosas.

Um misto de inveja e admiração sempre focou o olhar de José Sarney na capacidade de Lula de encantar o povão.

Depois de execrá-lo, no começo de sua carreira política, Lula também se enamorou de Sarney.

Virou fã de carteirinha de sua capacidade de se dar bem no jogo político de Brasília. Ele tem razão. Mesmo sem mandato, Sarney continua ganhando todas as bolas divididas no Senado.

Mas seu melhor desempenho nem é lá.

O que mais impressiona Lula e a todos que acompanham de perto os bastidores do poder é a performance de Sarney no Judiciário.

Desde que foi presidente da República ele teve uma dedicação especial com o Judiciário. Amigo, advogado e ex-ministro, Saulo Ramos lhe ensinou o caminho das pedras. Assim foi montada a nova composição do Judiciário após a Constituinte.

Sarney nunca descuidou da lição. Quem o acompanha de perto conta que não há sucessão nos tribunais superiores que candidatos a ministro não façam fila para pedir a sua benção.

Além de grande padrinho, é tido no meio político como acima das batalhas judiciais.

Em uma tirada famosa, Lula chegou a disser que Sarney “não é um homem comum”.

Até o juiz Sérgio Moro tropeçou na ilusão de investigá-lo.

Por decisão do ministro Teori Zavascki, Moro comandava em Curitiba a apuração de uma denúncia contra Sarney. Pesada. A acusação do ex-senador Sérgio Machado, o grande operador do PMDB na Transpetro, de que Sarney teria recebido daquela subsidiária da Petrobrás propina no valor de R$ 18,5 milhões.

Parecia o foro adequado. Como não tem mais foro privilegiado, a exemplo de Lula, a instância de Sarney na Lava Jato deveria ser Curitiba.

Nessa terça-feira (21), porém, a Segunda Turma do STF tirou a investigação sobre Sarney das mãos de Moro. Só Edson Fachin, sucessor de Teori na relatoria da Lava Jato, votou contra. Os ministros que assim decidiram têm seus motivos. Jurídicos, inclusive.

No Congresso, no entanto, a interpretação é de que Sarney venceu mais uma.

Como sempre.

Há dois meses no comando do município de Imperatriz, MA, o prefeito Delegado, Assis Ramos ao que parece está vendo a sua “lua de mel” com a população chegar ao fim. O gestor resolveu bater boca com músicos da cidade que reclamaram do fato de terem ficado fora da grade de programação do carnaval, lançada na tarde da última segunda-feira (20). 
Na grade de programação da Folia que traz o tema “Carnaval a gente faz/2017” está com duas bandas nacionais, sendo Patchanka e Axerife e o restante é composto por bandas locais. Porém os músicos que estão se considerando desprestigiados alegam que as bandas locais selecionadas, supostamente escolhidas a dedo, é insuficiente, tanto que haverá repetição de atrações durante alguns dias.
Procurado pelos músicos, o prefeito Assis Ramos, foi flagrado em vídeo batendo boca com os profissionais e afirma, “não tem como mudar a grade do carnaval, o que a gente pode fazer é nas próximas festividades do município fazer um revezamento”, disse. 
Quando um dos presentes afirma que o secretário de cultura, Chiquinho França é ignorante, o gestor se irrita e começa a bater boca, por fim em uma declaração que soou um tanto arrogante, Assis, declara “vocês não tinham nem agenda comigo” em seguida vira as costas e vai embora.
A equipe de Jornalismo do Jornal impresso O Portal entrou em contato com o Secretário de Cultura, Chiquinho França, onde o mesmo afirmou que as informações relatadas pelos músicos não procede, “não tenho motivos para tratar os artistas mal até porque também sou um artista” afirmou.
Fonte: Bruno Florentino (Jornal O Portal)
Veja o vídeo abaixo, onde o DELEGADO mostra sua preparação para DIALOGAR com a comunidade:

Imperatriz, Princesa do Tocantins

Minha querida cidade esta cheia de buracos e muito suja. Moro aqui há quase 40 anos, e nunca vi Imperatriz desse jeito, a cidade tá feia, e o pior, não tem nenhuma atitude sendo tomada pra mudar essa realidade. Segundo informações, a partir de hoje Imperatriz volta literalmente ao tempo da pedra lascada. A ordem do Alcaide é pra jogar pedras nas crateras da cidade sem nenhum material que possa prendê-las, logicamente o movimento dos carros e as constantes chuvas, vão tirá-las dos buracos e jogá-las no meio da rua, ai teremos uma cidade ainda mais feia. Talvez tenha dado certo na cidade do Alcaide no Piaui, mas aqui com certeza não vai funcionar. Se é pra avacalhar, coloca palha de arroz, na Farra Velha tem em abundância.

Quem tem seus podres pode botar as barbas de molho, o Jornalista Justino Filho DRT 1557, o implacável vem ai. Ele será colunista do Jornal O Portal, e já na sua estréia semana que vem, ele promete soltar uma bomba nos meios políticos. O Jornal cobrirá mais de 25 municípios de nossa região, com uma tiragem minima de cinco mil exemplares.

Campeões de falta na Assembléia Legislativa

Segundo levantamento feito pelo Blog do Neto Ferreira (aqui), dos seis deputados que mais faltaram as sessões da Assembléia Legislativa durante o ano de 2015, dois são de Imperatriz, o “internacional” Antonio Pereira e Léo Cunha. Talvez isso explique porque esses deputados não tem feito praticamente nada pela nossa região. Como é que eles podem conseguir alguma coisa se pouco comparecem as sessões. Veja abaixo a relação completa:

Veja abaixo quantas faltas cada deputado teve em 2015:

1- Nina Melo (PMDB) com 73 faltas;
2- Hemetério Weba (PV) com 66 faltas;
3- Antônio Pereira Filho (DEM) com 62 faltas; (TURISTA)
4- Alexandre Almeida (PSD) com 61 faltas;
5- Edson Araújo (PSL) com 60 faltas;
6- Léo Cunha (PSC) com 58 faltas; (TURISTA)
7- Sérgio Frota (PSDB) com 57 faltas;
8- Paulo Neto (PSDC) com 55 faltas;
9- Glalbert Cutrim (PDT) com 53 faltas;
10- Josimar de Maranhãozinho (PR) com 51 faltas;
11- Carlinhos Florêncio (PHS) com 51 faltas;
12- Graças Paz (PSL) (até 04/10/2015) com 51 faltas;
13- César Pires (PEN) com 44 faltas;
14- Roberto Costa (PMDB) com 43 faltas;
15- Edilázio Júnior (PV) com 43 faltas;
16- Max Barros (PRB) com 41 faltas;
17- Valéria Macêdo (PDT) com 39 faltas;
18- Rogério Cafeteira (PSC) com 40 faltas;
19- Rafael Leitoa (a partir de 12/02/2015) com 38 faltas;
20- Sousa Neto (PROS) com 37 faltas;
21- Andréa Murad (PMDB) com 32 faltas;
22- Fernando Furtado (PCdoB) (a partir de 23/02/2015) com 31 faltas;
23- Vinícius Louro (PR) com 29 faltas;
24- Ana do Gás (PCdoB) com 29 faltas;
25- Rigo Teles (PV) com 28 faltas;
26- Stênio Rezende (DEM) com 27 faltas;
27- Ricardo Rios (SD) com 27 faltas;
28- Fábio Macedo (PDT) com 24 faltas;
29- Marco Aurélio (PCdoB) com 22 faltas;
30- Fábio Braga (SD) com 22 faltas;
31- Cabo Campos (DEM) com 22 faltas;
32- Levi Pontes (PCdoB) com 20 faltas;
33- Raimundo Cutrim (PCdoB) com 19 faltas;
34- Adriano Sarney (PV) com 18 faltas;
35- Júnior Verde (PRB)com 17 faltas;
36- Zé Inácio (PT) com 16 faltas;
37- Edivaldo Holanda (PTC) (até 17/08/2015) com 16 faltas
38- Toca Serra (PTC) (a partir de 18/08/2015) com 15 faltas;
39- Othelino Neto (PCdoB) com 15 faltas;
40- Francisca Primo (PCdoB) com 11 faltas;
41- Cristóvão Filho (a partir 05/10/2015) com 7 faltas;
42- Neto Evangelista (PSDB) (a partir de 22/02/2015) com 5 faltas;
43- Wellington do Curso (PP) com 4 faltas;
44- Bira do Pindaré (PSB) (a partir 22/02/2015) com 4 faltas;
45- Humberto Coutinho (PDT) com 0 faltas;
46- Eduardo Braide (PMN) com 0 faltas.

1 2 3 4 10