Flávio Dino tira dinheiro da Uema e distribui a prefeitos aliados para festas de réveillon…

Comentários 0

Secretário de Cultura, Diego Galdino, libera quase R$ 800 mil, dos quase R$ 1 milhão que o governador retirou da universidade estadual, para fests de fim de ano em municípios comandados basicamente por tucanos e comunistas

Professores e alunos da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) podem até ter ficado sem orçamento em 2016, mas não vai faltar diversão neste Réveillon em municípios comandados, soretudo, por prefeitos ligados ao PSDB e ao PcdoB, principais partidos da base do governo Flávio Dino (PCdoB).

No início de dezembro, Flávio Dino determinou que fossem transferidos cerca de R$ 970 mil do orçamento da Uema – da rubrica “formação de profissionais de nível superior” – para a conta do secretário de Cultura, Diego Galdino, para convênios com prefeito alinhados.

A informação foi dada em 13 de dezembro, pelo blog Atual 7

O dinheiro retirado da Uema começou a cair esta semana na conta dos municípios.

Foram R$ 154,5 mil para a Prefeitura de Barão de Grajaú, administrada pelo prefeito Gleydson Rezende (PCdoB). Outros R$ 121,6 mil foram parar na conta da Prefeitura de João Lisboa, do tucano Jairo Madeira. O também tucano João Carneiro Filho, de Senador Alexandre Costa, recebeu R$ 200,8 mil. E o pedetista Adailton Cavalcanti, de Fernando Falcão, recebeu outros R$ 203 mil.

Outros dois municípios – Araguanã e Maranhãozinho – ligados ao deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR), receberam, juntos, outros R$ 203 mil.

Todos os recursos foram distribuídos pelo governador comunista atendendo à rubrica “apoio às manifestações culturais”.

A conta deve ser ainda maior, já que nem todos os Diários Oficiais, onde são publicados o convênios, estão disponibilizados no portal da Transparência do Governo do Estado.

Em tempo: o cartaz que ilustra este post, é uma homenagem aos 35 anos da Uema, com uma galeria de ex-alunos que ajudam no desenvolvimento do Maranhão

Fonte: aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *